Ame, e seja livre ao mesmo tempo

Isso mesmo que você leu aí. E sim, dá pra fazer os dois ao mesmo tempo. Na verdade é o essencial. Você pode amá – lo muito, mas primeiro ame você. Ache as ideias dele incríveis e tudo que ele fala encantador mas lembre que as suas ideias e seus desejos e vontades também são importantes. O tempo com ele é maravilhoso e vocês riem muito juntos, mas o teu tempo também é muito importante, tuas coisas, tua vida, teus planos, teus objetivos.

Ele é importante, é, mas você é tão importante quanto. Ame a ele, mas ame a você e tudo que te cerca, ame o que você faz, as coisas que descobre no mundo, as coisas que tem como objetivo e pretende fazer, procure coisas que você se interesse e foque nelas e tente, leia um livro sozinha, veja um bom filme sozinha também, tome um bom café e planeje o teu dia sozinha, tenha prazer em estar sozinha.

Porque aí ele não vai se tornar a parte mais importante do teu dia, nem a atração principal da tua vida, ele vai ser apenas mais uma felicidade que agrega ao teu dia, ele tem que somar a tua vida, não ser ela. Se sinta e seja livre, até porque, sendo livre você vai deixar ele ser livre também, e liberdade é uma coisa muito importante em uma relação.

É um quebra cabeça, e um quebra cabeça precisa de várias peças pra formá – lo, uma peça apenas não consegue. Faça por ele, mas também por você. Por que se um dia ele te soltar, você ainda vai ter tudo que precisa ter, você.

Amor é bom, mas amor e liberdade é maravilhoso.

E a saudade? Uma hora passa, não foi isso que você disse pra mim? 

Você deve achar que eu sou muito insignificante né ? que eu não tenho valor nenhum, que o meu sentimento é algo que se pode brincar. Você tem a cara de pau de voltar como se nada tivesse acontecido e ainda de dizer que me ama. Que amor é esse? Aquele em que depois de meses você volta e está disposto a estragar tudo que eu já construí sem você, como sempre fez. Talvez você não queira que eu construa alguma coisa longe de você, pra construir só ao teu lado pra você destruir, você tá acostumado a destruir tudo que tem então quer que eu destrua também.

Quando você foi embora, quando jogou tudo fora eu fiquei aqui, eu que fiquei com tudo nas mãos pesando as minhas costas sem saber o que fazer. Eu fiquei com todos aqueles sonhos e planos, toda expectativa e esperança que eu tinha posto em você, tudo que eu tinha apostado em você, tudo que eu tinha feito por você, tudo que eu me tornei por você, fui eu que fiquei com toda aquela merda pra resolver enquanto você foi se divertir por aí. Fui eu que tive que aguentar nas costas, fui eu que ouvi piada, fui eu que tive que passar a vergonha do que você fez.

Fui eu que tive que jogar a minha vida inteira fora porque ela tava toda apoiada em você. Eu a reconstruí de novo. Você escolheu jogar tudo fora, então pela primeira vez na vida aprenda a lidar com as consequências do que você faz.

Você escolheu não acordar mais do meu lado, nem receber mensagem minha todas as manhãs. Você quis que eu não estivesse mais ao teu lado nos jantares de família e nem nas fotos. Você escolheu que todos os nossos planos não se realizassem. Você quis ir embora, eu não te obriguei, mas agora eu não quero mais você na minha vida. E a saudade? Uma hora passa, não foi isso que você disse pra mim?

☕ Café dos blogueiros ☕

Oi pessoas, tudo bem? Criei essa nossa intenção para nós conhecermos melhor, então vamos lá?

Algumas regrinhas:

  • Responder as perguntas
  • Criar uma pergunta que você gostaria de saber;
  • Indicar e marcar alguns blogs na sua publicação, e eles terão que responder às perguntas e fazer o mesmo.

Perguntas

  1. Com quantos anos você começou a escrever? Como isso aconteceu?
  2. O nome do seu blog tem um motivo especial, significado, etc?
  3. A quantos anos/tempo você escreve?
  4. Qual o assunto principal do seu blog?
  5. Um blog que você adora ler/se inspira ou inspirou para seu blog?
  6. Indique 10 blogs para participar do café.

Minhas respostas

1. Comecei a escrever com 17 anos. Sempre fui uma menina muito ” apaixonadinha ” (risos ), com 17 depois do término de um namoro comecei a escrever para me sentir melhor. Me apaixonei por escrever.

2. Muita gente pensa que meu nome é Alice por conta do nome do blog, mas não, meu nome é Caroline, Alice bem de Alice no Pais das Maravilhas, e Lua da própria lua. Alice na Lua significa uma menininha que vive no seu mundo de amor e compartilha um pouco dele.

3. Escrevo a 5 anos.

4. Sobre amor em geral, relacionamento amoroso, amizade, amor próprio, autocuidado, etc.

5. Gabriela Freitas, e Relicário de Expressões, adoro!

6. Entre conversas e flores /

Amor e um pouco mais

De repente Solteira 

Te amo, do tamanho do mundo

Obrigada. Por ser essa pessoa maravilhosa que você é pra mim, por me fazer sorrir de uma maneira tão linda, obrigada por me fazer tão bem apenas em estar perto de mim. Obrigada por entender todas as minhas birras, meus medos, meus defeitos, minhas dificuldades, e obrigada por me ajudar em cada uma delas.

Obrigada por todas as boas conversas e todos os cafés, obrigada por confiar em mim pra contar todos os teus segredos e por eu poder confiar em você pra te contar os meus.

Eu te amo. Desde o teu primeiro sorriso, teu primeiro olhar pra mim, meu primeiro olhar pra você. Obrigada por me amar tanto que não dá pra medir, obrigada por me dar esse amor, e me fazer amar de uma forma maior que tudo. Maior que o mundo.

Meu melhor parceiro de filme, de viagem, de comida maluca, de descobertas, de planejamento, e de sonho, e você está em todos eles, você sabe disso. Você se tornou parte importante das minhas noites, meus dias, meus sonhos, meus planos. Você me faz ter força pra desbravar o mundo inteirinho, só de saber que cê tá do meu lado, eu consigo fazer tudo. E não esquece nunca, que eu vou fazer tudo por você, que eu estou contigo sempre.

Eu tive a sorte de me apaixonar, pelo melhor homem do mundo inteiro, pelo meu melhor amigo do mundo inteiro, e eu te amo do tamanho desse mundo.

Eu acordei todos os dias por semanas, esperando ver a tua mensagem: ” quero voltar “

Tarde demais pra pedir desculpa, depois das palavras que foram ditas, da dor que já foi provocada, das cicatrizes, das dores, dos medos. Desculpas não vão apagar a dor que eu senti quando te vi ir embora, as noites em que eu deitava no travesseiro e só você vinha na cabeça, que eu ficava pensando onde você tava, o que tava fazendo, se tava bem, se já tinha procurado outro abraço. Desculpa não vai recuperar tudo que eu perdi por tua causa, nem o quanto eu perdi de mim mesma.

Desculpa não vai recuperar o meu amor próprio arranhado nem o medo que eu fiquei de conhecer outro alguém. Desculpa não vai fazer eu esquecer de toda a expectativa e planos que eu depositei em você e você acabou. Desculpa não vai fazer eu não ter mais que enfrentar os olhares de pena. Nem a vergonha. Não vai apagar o fato de você ter me dado esperança e me feito apaixonar por você e depois ter ido embora e nem ligar pro que eu sentia, pro quanto doía.

Eu acordei por dias esperando que você tivesse se arrependido e quisesse voltar, com o telefone na mão esperando a tua mensagem. Eu escrevi um monte, e apaguei todas elas porque se você não tinha me chamado, eu não iria chamar. Eu fiquei meses esperando as tuas desculpas, mas elas não vieram, agora é tarde.

Quem teve que aguentar a barra e ter força pra vencer sozinha fui eu, quem ficou com o coração em pedaços e teve que construir ele sozinha também. O mundo não queria saber se tava doendo, se eu tava mal, se era difícil, se era insuportável, eu tive que me levantar mesmo quebrada, tinha que ir pra rua e batalhar e sorrir, mesmo que eu não quisesse sorrir. Eu criei maneiras de lidar com a dor e a superei sozinha.

Eu me levantei sozinha, e durante todo esse tempo eu aprendi a me amar. Agora eu não quero ouvir tuas desculpas, nem mais nada sobre você. Agora é tarde, demais.

A culpa não é toda sua, mas boa parte dela é

Não vou dizer que a culpa é toda sua, que eu nunca fiz nada, por que diferente de você, eu sei reconhecer os meus erros. Eu fiz coisa errada também, tenho meus defeitos, mas apesar de todos eles eu sempre quis te fazer bem, e você nunca fez o mesmo, nunca valorizou nem o meu amor nem a mim como mulher.

Em alguns momentos te fiz infeliz, te magoei ou machuquei, eu sei que eu errei, mas comparado a você, eu sou fichinha. Eu sempre fui tua segunda, tua terceira, tua quarta opção, e também nunca fui a última, depois de mim tinha mais algumas opções. Eu fiz tudo por você, pelo nosso amor, mas o nosso amor era só eu quem sentia, pra você era só mais um amorzinho sem importância da tua coleção.

No fundo você sabe que tudo que eu falo tem um pouco de verdade … Eu sempre carreguei nós dois nas costas, cuidei de mim e de você e ficava vazia porque dava tudo que tinha e você não tinha nada pra me dar em troca. Eu não me acho dona de verdade em afirmar isso, mas eu sei que eu fui boa pra você, e você também sabe.

Amor, nada menos que isso

Alguém que te ame, não que apenas diga isso. Alguém que te queira. Mas te queira muito, e que demonstra isso todos os dias. Alguém que te ama com todos os defeitos e dificuldades, e que divide as dele contigo. Alguém que sabe que terá momentos ruins, dias, semanas, mas que quer ficar, independente de tudo. Alguém que te olha com os olhos brilhando, e que faz os teus brilharem também.

Alguém que te trás paz, tranquilidade. Um amor tranquilo, que não de desmorona não te afeta de uma maneira nociva e não te faz sentir que precisa daquilo nem daquela pessoa pra viver, mas quer estar ao lado dela em cada momento da tua vida.

Alguém que te trata feito uma rainha, e que te inspira a ser tua melhor versão pra ele. Amor de verdade. Alguém que quer estar sem desculpas. Amor saudável. Amor que você merece, nada a menos que isso.

Não desista, mas entenda quando é hora de ir embora

Não desista, mas entenda que é preciso parar de insistir. Não desista mas veja o quanto você já está machucada, é a melhor hora para ir embora. É preciso. Não desista apenas entenda que não vale mais a pena ficar, se não é recíproco, se suga, machuca, e te faz gastar uma energia que não era pra gastar. Se você não tem mais tempo pra você mesma, se não sente mais segurança, cuidado, amor e carinho, é hora de ir embora, o que não significa desistir, apenas insistir em si mesma.

Não é fácil se cuidar, ir embora, entender que precisa de mais, que tá na hora. Não é fácil abrir mão de algo que você quis tanto e disse que nunca ia desistir, que iria enfrentar os obstáculos e permanecer, mas enfrentar os obstáculos não significa perdoar traições, chorar todos os dias e ter cicatrizes por todo o corpo, alguém que te machuca tanto não merece você, nem o tanto que você o quer.

Não vai ser fácil, ele vai dizer que vai mudar que precisa de um tempo que mais tarde vai dar certo que você não o ama, mas quem não ama você é ele se a faz chorar assim. Você merece muito mais que isso. Muito mais. E nunca deixe que ninguém te diga o contrário. Você merece todo amor do mundo e alguém que entenda o quão sorte teve por ter você. Nada a menos que isso.

É preciso doer agora, pra não doer nunca mais.

Alguém que me encheu de esperanças e me deu carta branca pra planejar um futuro que ele sabia que não ia acontecer

Você cria personalidades? Ok, se quer viver assim viva, mas eu tinha direito de saber disso. Era meu direito saber que estava casada com apenas uma das suas personalidades, era direito meu saber que investi tempo e energia em uma pessoa que no outro dia podia acordar com uma personalidade que jogaria tudo fora sem nem ligar para o que eu sentia, ou como eu ficaria.
Alguém que me encheu de esperanças e me deu carta branca pra planejar um futuro que ele sabia que não ia acontecer. Que disse ser uma coisa que não era. Que apenas ouvia e entendia tudo que eu queria pra ser moldar e fingir ser uma pessoa que me agradaria mas que não era a realidade, era uma farsa, uma pessoa completamente inventada e que mais tarde viria revelar a verdadeira personalidade. Se é que essa é a verdadeira. Eu não sei quem você é. Nem o que quer. Nem o que pensa. Eu dormia ao lado de um cara que eu não fazia ideia nem de quem é.
E eu era iludida o suficiente pra achar que o conhecia bem, eu dizia a mim mesma que tava tudo bem mesmo quando lá dentro eu sentia que não tava. Eu dizia a mim mesma que não ia te perder, mesmo sabendo que mais pra frente você iria embora.
Eu não sabia ao certo, mas eu sentia. Sentia muito forte.
Você me deu uma espécie de dor disfarçada de amor que eu odiei, um companheiro com uma maturidade falsa e uma liberdade que aprisiona, a mente e o corpo. Que te prende dentro de si mesmo e não te deixa enxergar nada além. Que não te deixa sentir.
Não quer sentir? Não sinta. Você tem esse direito. Mas não tem direito de brincar com outra pessoa por que não sente. Você pode não sentir, mas outra pessoa sente. Você não pode brincar com as pessoas como bonequinhos pra satisfazer as tuas personalidades diárias.
Não quer sentir, não sinta. Mas não envolva outras pessoas que podem se apaixonar por alguém que não sente. Não faça mal a outras pessoas pelo mal que te fizeram. Ninguém tem culpa. Não se torne aquilo que te machucou. Eu sei que é difícil, mas eu espero que um dia uma das tuas personalidade te diga o quanto está sendo irresponsável com as pessoas que te amam, por causa de coisas que já deveriam ter sido esquecidas a muito tempo.

Vai doer mais do jeito que tá


Eu abri mão de muita coisa por você, conhecidos, amigos, família, até perder a minha vida. Por você. No entanto você nunca quis abrir mão de nada por mim. É sempre eu que peço desculpa, que admito ” estar errada ” que tento mudar, me adaptar. Eu tento tanto me adaptar que não sei mais nem que eu sou de verdade.

Eu tô apenas me moldando pra ser quem você quer e nunca consego te agradar, me agradar muito menos. Eu fico estressada, dou ” crises ” como você gosta de dizer, sabe por que? porque eu não consego entender como você consegue ser tão babaca se eu tenho feito tudo por você. Por que me trata com tanta indiferença e por que nada nunca te motivava a mudar. Por que eu abri  mão de tudo pra apostar em você e provo a cada dia que eu tô errada.

Chega uma hora que a gente surta, de raiva e de dor. Uma hora cansa de fingir que tá tudo bem, que não tá machucando, de acordar mais cedo pra tentar por um curativo todo errado pra fingir que não machucou. De dormir com aperto no peito e passar o dia todo assim. De fazer muito de estar fraca de não sorrir mais de estar bem mal, por conta de alguém que diz que ama tanto mas não consegue fazer nada em nome desse amor.

Dói levar um amor nas costas, dói aguentar tudo machucada. Dói fingir que tá tudo bem. Dói estar em um lugar que te suga e suga e não ganhar nada em troca. Eu tô com tanto medo da dor, e tô convivendo com ela diariamente.

Terminar com você e ir embora desse amor vai doer, mas tá doendo muito mais do jeito que tá.